Maça

 

Embora as propriedades curativas da maçã tenham caído no esquecimento em tempos modernos, os povos antigos eram bastante conscientes das virtudes desta árvore. Já em 8000aC, há evidências de que a maçã era muito valorizada e cultivada nos vales do Nilo, Tigre e Eufrates, Rio Amarelo e Indus. A maça tem tido um lugar de destaque nos mitos em todo o mundo, muitas vezes associada à magia, ao paraíso e aos dons de conhecimento e experiência sensual.

 

Ela já foi chamada de fruto dos Deuses, fruto do submundo e ramo de prata, devido a sua ligação com o submundo. Acredita-se que o nome Avalon tenha origem em uma antiga palavra irlandesa que significa “terra das maçãs”.

A maçã tem sido usada para adivinhações e feitiços de amor por séculos. Suas flores são incluídas em sachês para o amor e seu aroma usado em velas para atrai-lo. Para assegurar felicidade em um relacionamento, corte uma maçã ao meio e divida com seu parceiro.

 

É dito que magos como Merlin e Talesin carregavam um ramo de prata da árvore com sinos e frutos maduros que os permitiam viajar entre mundos. Unicórnios também são relacionados à fruta, já que se dizem que eles a apreciam bastante.

 

Maça

 

A maçã na magia

 

A cada ano, a árvore dá frutos entre o final do verão e o final do outono, logo antes das geadas de inverno. A maçã confia que suas sementes serão carregadas nos períodos escuros e frios do inverno para enraizar-se logo antes da primavera. Ela nos faz lembrar de confiar em nosso trabalho criativo. O que mandamos para o mundo irá florescer se as condições forem corretas. A magia da maçã é a magia da confiança.

 

Os frutos amadurecem basicamente todos ao mesmo tempo e em abundância. Eles se mantêm bem durante o inverno e fornecem alimento quando a colheita do outono é escassa. Desta maneira, eles nos ensinam a abraçar grandes ondas de abundância, mesmo sabendo que tempos de vacas magras estão chegando, pois teremos sustento. A magia da maçã é a magia da confiança através da abundância.

 

Em rituais modernos e antigos, a maçã é reconhecida como um fruto do submundo, significando que ela é uma das frutas que nos sustentam quando nos aventuramos em lugares profundos e escuros, incluindo os reinos da morte. Da mesma forma, a macieira é reconhecida por dar abrigo e segurança a bruxos, magos, curandeiros, xamãs e feiticeiros através dos tempos em suas viagens entre mundos. Não é por acidente que a macieira é intimamente associada com o conhecimento encontrado em locais como o Jaradim do Éden e Avalon. A maçã nos dá as ferramentas que precisaremos se formos loucos o suficiente para nos aventurar em tais locais.

 

A maçã floresce logo no início da primavera, coroando a árvore com o doce aroma de suas flores de cinco pétalas, que variam de brancas a rosas. Elas são as flores da primavera favorita das abelhas. O florescimento das macieiras são um sinal claro de que o inverno chegou ao fim e que está em tempo de preparar-se para uma nova estação de crescimento e fertilidade.

 

Leva de 6 a 10 anos para uma macieira começar a dar frutos, sendo uma árvore de madeira macia, seu crescimento é bastante rápido. Uma macieira adulta começa a florescer no início da primavera e seus frutos estarão prontos para a colheita em 3 a 6 meses, dependendo da variedade. Pode-se esperar que projetos iniciados sob a macieira passem a dar frutos seguindo uma escala similar.

 

Na astrologia, a maçã é considerada uma árvore feminina, ligada ao elemento água e governada por Vênus. 


Fonte: Equipe Interlunium