Saturno. Senhor do tempo, das estruturas, do que permanece e do que é corroído. Planeta de natureza fria e seca. Infértil, escasso, magro. De tempos invernais, em que a vida é mais difícil, é chamado tradicionalmente de Grande Maléfico. Tudo o que existe na Terra, seja material ou conceitual, pode ser relacionado a um dos 7 planetas tradicionais - na ordem caldeica: Lua, Mercúrio, Vênus, Sol, Marte, Júpiter e Saturno.

 

No nosso corpo, por exemplo, à Saturno são atribuídos os ossos e os dentes; no clima, seria o tempo fechado ou o mormaço; uma árvore saturnina é seca, sem frutos, sem folha, sem vida; etc.

 

Saturno ensina pelo esforço, pela resiliência.

 

Saturno testa nossas bases e o que não for sólido ele destrói. Onde temos esse planeta no nosso mapa natal, enfrentamos dificuldades, também somos mais críticos e sérios.

 

Saturno é o pessimismo e negatividade que trazem o ceticismo muitas vezes necessário pra que não sejamos iludidos. Sim, tudo nesse Universo cumpre uma função, mesmo aquilo que consideramos mais abominável ou difícil.

 

Saturno nos ensina que o Universo é amoral e o destino é implacável, todos temos que lidar com seu peso de chumbo em algum momento. O tempo vai trazer suas lições, amadurecer o que tiver que ser amadurecido, e com sua foice cortar o que tiver que ser cortado, doa a quem doer. O que me lembra...

 

Há boatos de que 2017 será regido por Saturno. E o que isso quer dizer? Nada. Essa história de regente do ano não tem nenhuma base astrológica, mas muita gente ainda se confunde e por falta de informação melhor acaba reproduzindo esse conceito, então ao melhor estilo saturnino, vamos cortar essa bobagem pela raiz.

 

A verdade é que a Astrologia é mais complexa do que se pautar somente nas características gerais de um único planeta para a previsão de um período tão extenso. E mesmo que fosse possível fazer uma interpretação, é simplesmente impossível determinar um ponto de início para essa atribuição, o que seria o primeiro ano, portanto não há como definir quem é o regente de qual ano por nenhuma lógica sequencial, como é o caso.

 

A Astrologia é rica em técnicas que permitem mais profundidade nos assuntos, e que de fato tem referências bibliográficas através dos séculos. Por exemplo, se quer saber como será o ano num geral, procure por previsões da entrada do Sol em Áries, o Ano Novo Astrológico, que costuma ocorrer ali por 20 de Março.

 

Para previsões mais pessoais de como vai ser seu ano, busque se puder a leitura do seu Retorno Solar e outras técnicas de previsão baseadas no mapa natal.

 

Manu - Astróloga

Contato através da página: Mercúrio Peregrino